JÚPITER_LOGO

Lesão por Pressão: Os desafios da prevenção e a aplicação de curativos profiláticos

Lesão por Pressão

As lesões por pressão na região sacral e do calcâneo ainda constituem um grave problema em instituições de saúde, sendo recorrentes em pacientes acamados. A fim de evitar o desenvolvimento dessas feridas e suas complicações, o uso de curativos profiláticos é essencial! 

Continue lendo o artigo e saiba mais sobre o desenvolvimento e tratamento de lesões na região sacral e do calcâneo e, também, sobre a aplicação de curativos de 5 camadas para prevenção do problema.

  • Os desafios da prevenção da Lesão por Pressão

Apesar da implementação de estratégias de prevenção, as lesões por pressão continuam sendo um problema de saúde desafiador para pacientes, seus cuidadores, médicos e profissionais de saúde. Uma área de crescente interesse é o uso de dispositivos profiláticos tais como curativos (que foram originalmente projetados para o tratamento de lesões por pressão e outros tipos de feridas) como um componente padronizado de medidas de prevenção.

Nos últimos anos, uma grande quantidade de dados científicos e clínicos relacionados a este assunto têm sido publicados em periódicos revisados por pares e apresentados em reuniões e conferências internacionais. Uma proporção substancial desses dados referem-se a um grupo de curativos: os curativos de espuma multicamada (5 camadas com lâmina interdependente).

Este conjunto de evidências influenciou os especialistas envolvidos na atualização da  Diretriz da Prática Clínica, produzida pelo National Pressure Ulcer Advisory Panel, European Pressure Ulcer Advisory Panel e Pan Pacific Pressure Injury Alliance, na prevenção e tratamento de lesões por pressão. A Diretriz atualizada, publicada em 2014, recomenda que, como parte de seus regimes de prevenção de LP, os profissionais devem considerar a aplicação de curativos profiláticos em proeminências ósseas em áreas anatômicas frequentemente sujeitas à fricção e cisalhamento.

A gestão da duração e magnitude das cargas mecânicas aplicadas à pele e tecidos moles há muito tempo tem sido vista como o elemento essencial na prevenção e tratamento das lesões por pressão. Essas cargas mecânicas, como por exemplo, pressão direta, cisalhamento ou fricção têm sido normalmente consideradas como sendo melhor gerenciadas por meio do reposicionamento de pacientes ou através do uso de uma variedade de superfícies de suporte que ofereçam redistribuição de pressão.

Além de reduzir fricção e às vezes cisalhamento, abordagens alternativas para alcançar modificação das cargas mecânicas aplicadas foram consideradas de acordo com as diretrizes internacionais de lesões por pressão de 2009.

Nos últimos 20 anos, tem havido interesse esporádico no papel que os curativos profiláticos podem desempenhar tanto na redistribuição de pressão quanto protegendo a pele dos efeitos do cisalhamento e atrito.

Também houve uma discussão recente de que o controle do microclima (definido como incluindo a gestão de temperatura, umidade, umidade e pH da superfície da pele) pode desempenhar um papel fundamental na prevenção de lesões por pressão; Considerando o papel dos curativos avançados no gerenciamento de exsudato, é mais provável que curativos irão alterar a ferida local ou microclima da pele!¹

Conheça algumas das características dos curativos de 5 camadas e entenda como eles funcionam:¹

  • Por que o curativo de 5 camadas pode ajudar na prevenção de Lesão por Pressão?

As lesões por pressão em pacientes críticos são frequentemente descritas como inevitáveis. No entanto, os resultados dos estudos sobre um curativo de espuma sacral com bordas de 5 camadas com silicone suave, quando usado profilaticamente como parte de uma estratégia de prevenção de LP, mudou o paradigma de inevitabilidade nesses pacientes.

Antes de 1990, a incidência de LP neste grupo de pacientes era em média 33%, com as lesões frequentemente percebidas como sendo “inevitáveis”. Mesmo com o advento de melhores superfícies de suporte na próxima década, a incidência não muda muito, variando entre 8% e 40%.

Contudo, ensaios controlados randomizados (RCTs) realizados na UTI por Santamaria e outros pesquisadores mudaram esse paradigma da inevitabilidade. Seus dados combinados mostram que 371 pacientes graves que receberam cuidados habituais com o curativo de espuma sacral com bordas 5 camadas com silicone suave in situ tiveram taxas de LP de 0–3,1%, em comparação com 3,8–13,1% para os grupos de controle.

Uma variedade de estudos menos bem controlados, envolvendo mais de 1000 pacientes, fornecem dados de apoio. Essas reduções nas taxas de LP realmente desafiam a percepção da inevitabilidade em pacientes graves.

  • A Lesão por Pressão no calcâneo

Lesões por pressão nos calcâneos  são um dos tipos mais comuns de LPs adquiridas em instalações hospitalares. Em posição supina, a pele e os tecidos profundos do calcâneo são geralmente submetidos a altas cargas de compressão e cisalhamento, muitas vezes por períodos prolongados devido ao peso do pé e forças de reação horizontais, por exemplo.

As populações em risco são geralmente constituídas por idosos, indivíduos com deficiências neurológicas e/ou mobilidade restrita, bem como pacientes cirúrgicos, pois esses indivíduos são mais propensos a passar longos períodos de tempo na posição supina, estáticos.

Visto que as lesões por pressão são difíceis e dispendiosas de tratar, os esforços se concentram no desenvolvimento de estratégias eficazes de prevenção. Embora o consenso seja que o alívio de pressão é o método mais eficaz para prevenir LPs, este alívio nem sempre é viável, especialmente com pacientes em movimento.

O uso de curativos profiláticos para proteger o calcanhar contra LPs é um método relativamente novo e é um recente conceito de prevenção, que tem foco na atenção crescente de diferentes grupos de pesquisa ao redor do mundo. 

Estudos como  The biomechanical efficacy of dressings in preventing heel ulcers compararam situações onde o tecido exposto às forças causadoras das LPs estavam sem nenhum tipo de proteção, utilizando curativos monocamada e curativos com 5 camadas com lâmina Interdependente que podem promover alívio das forças de cisalhamento (deformação dos tecidos profundos).

Como conclusão, descobriu-se que o uso de um curativo multicamadas específico para o calcanhar reduz com eficiência exposições de tecidos moles que suportam o peso para tensões elevadas, em uma variedade de apoios, o que deve diminuir o risco para LPs.

  • A Lesão por Pressão na região sacral

Na região sacral as lesões por pressão também são recorrentes, principalmente devido à falta de movimentação de pacientes acamados e, claro, o posicionamento do paciente em posição supina ou prona.

Mesmo com as diversas pesquisas e avanços na área de tratamento e prevenção de lesões por pressão, as lesões na região sacral continuam representando um grande problema nas instituições hospitalares e para a saúde pública como um todo.

Essas úlceras também possuem um desafio particular pois, por conta da região em que elas estão localizadas, é preciso ter cuidado redobrado com os riscos de contaminação por urinas ou fezes, especialmente em enfermos que apresentem um quadro de incontinência. Por isso, manter a pele adjacente sempre limpa e contar com um curativo que ajude a prevenir a contaminação é essencial.

Então, para contornar quaisquer possíveis problemas a prevenção é sempre a melhor solução. Estudos laboratoriais analisando o curativo de espuma sacral 5 camadas com bordas de silicone suave têm mostrado que:

  • O componente de espuma redistribui a pressão do tecido em risco para o tecido circundante;
  • O adesivo de silicone suave e a estrutura em camadas permite que as forças de cisalhamento sejam “absorvidas” pelo curativo em vez da pele e dos tecidos moles;
  • A parte exterior do curativo reduz o atrito da pele na superfície de suporte (colchão); 
  • As camadas  intermediárias absorvem e transferem o suor para controlar o microclima. 

Ao comparar o potencial dos curativos profiláticos, portanto, olhe para o design do curativo porque seus componentes trabalham em conjunto para reduzir todos os aspectos do desenvolvimento de LP. A espuma por si só pode reduzir a pressão, mas, quando o paciente é posicionado com a cabeceira da cama elevada, não será capaz de reduzir as forças de cisalhamento sobre o osso sacral.¹

  • Conte com as melhores soluções do mercado para prevenir Lesão por Pressão

E já que ter as soluções ideais é essencial para que seja possível prevenir o desenvolvimento de lesões por pressão, conte com a Júpiter Distribuidora para fornecer os curativos da mais alta qualidade! Aqui  você encontra duas soluções ideais para prevenção e tratamento de feridas na região sacral e de calcâneo: Mepilex Border Sacrum e Mepilex Border Heel! Esses dois curativos foram desenvolvidos com uma estrutura adesiva de silicone suave, absorvente e autoaderente, e são compostos por cinco camadas. Saiba mais:

Descritivo Técnico Mepilex Border Heel e Mepilex Border SacrumInformações Gerais Mepilex Border Heel e Mepilex Border Sacrum

Camada de Silicone suave Mepilex Border Heel e Mepilex Border SacrumIndicação de uso Mepilex Border Heel e Mepilex Border Sacrum

Contraindicações Mepilex Border Heel e Mepilex Border SacrumFrequência de troca Mepilex Border Heel e Mepilex Border Sacrum

FONTES:

  • Davies, P. Role of multi-layer foam dressings with Safetac in the prevention of pressure ulcers: a review of the clinical and scientific data. J Wound Care 2016; 25: 1, S1–S24¹
  • The biomechanical efficacy of dressings in preventing heel ulcers. Ayelet Levy, Mor Ben-Or Frank, Amit Gefen* Dept. of Biomedical Engineering, Faculty of Engineering, Tel Aviv University, Israel. Journal of Tissue Viability – 2015²

Acompanhe nosso Blog!

Nos siga nas redes sociais: FacebookInstagramLinkedIn e YouTube!

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Gostou? Compartilhe!
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Share on whatsapp
Conheça nossas soluções
  • Produtos Para Saúde

    LUBRIMAX | COSMODERMA

    Leia mais
  • DERMILON REMOVEDOR DE ADESIVO AEROSSOL ESTÉRIL